If It Started With a Kiss

If It Started With a Kiss

Adaptação taiwanesa do mangá de Kaoru Tada, Itazura na Kiss. (Como ainda não consegui lê-lo, estou me baseando no anime).

Exibida em 2005, o dorama ficou muito próximo (ou igualou) a proposta do anime, o elenco foi bem escolhido e o casal principal mostrou uma sintonia muito boa, o que fez a historia ficar ainda melhor. Os eventos principais foram mantidos e alguns personagens e acontecimentos foram acrescentados à trama, mas nada que atrapalhasse muito fluir da série.

Na verdade, If It Started With a Kiss mostra apenas metade dos acontecimentos do anime, a outra metade será mostrada na 2ª temporada, They Kissed Again, que esta sendo produzida (e traduzida) atualmente.

Por sinal, essa divisão fez com que eu gostasse ainda mais do dorama. Graças a ela os acontecimentos ficaram com a evolução certa. Nada precisou ser atropelado e o último episódio ficou como deveria ser: o fechamento de uma fase criando expectativas para a etapa seguinte.

Anúncios

Doramas, afinal de contas, o que são?

Dorama

“Dorama é a definição generalizada do gênero série de televisão oriental, seja ela J-Drama (drama japonês), K-Drama (drama coreano), TW-Drama (drama taiwanês), C-Drama (drama chinês) e até mesmo os Live-Action (séries ou filmes baseados em títulos de sucesso de mangá ou anime).”

São equivalentes às nossas minisséries, e como todo seriado, podem ser de amor, ação, musical, espionagem, adulto, etc.

O que me conquistou nos Doramas é que eles não possuem nenhum tipo de apelação, para vocês terem uma idéia, é raro achar um casal que de um “beijo dinâmico”, a maioria só faz um “encostar de bocas”. Além disso, as histórias são leves, não estou dizendo que não acontecem tragédias (por que alguns são piores que novela mexicana), mas elas não interferem na classificação do dorama.

Em todas as histórias que eu já assisti, existem quatro figuras carimbadas:     (essa é uma classificação própria, fiquem a vontade para discordar)

  1. A protagonista: em grande parte dos casos ela é o alvo de toda e qualquer tragédia do enredo, e tem de qualquer tipo, sonsinha, mandona, vingativa, tímida, batalhadora, insistente, teimosa, chorona, quase sempre possuem um talento nato de se meterem em problemas, isso quando elas não geram o problema.
  2. O protagonista: rapazes lindos e maravilhosos, exemplo de perfeição, quase sempre começarão a trama como aquele que todas em volta querem, inclusive a protagonista, mas que, do alto de um pedestal de “eu sou muita areia pro seu caminhãozinho”, maltratam a pobrezinha até o episódio em que admite que gosta dela.
  3. O “amigo arroz”: Sim, o tão incomodo amigo arroz encarna um verdadeiro príncipe montado em um cavalo branco, que salva a protagonista das confusões e humilhações (muitas vezes causadas pelo protagonista). Amigo de todas as horas, gentil e acolhedor, é o rapaz que só quer que a garota seja feliz, mesmo que seja com outra pessoa. É raro acontecer, mas às vezes podem haver mais de um. (Eu ainda quero ver um dorama em que ela termine com esse cara).
  4. A turma “do contra”: são responsáveis por todo e qualquer desencontro e/ou discussão entre os protagonistas, podem ser um amor de infância (geralmente dele), um familiar (dele), ou uma mulher que parece ter sido feita sob medida para o protagonista, ou só alguem que aparece do nada e se declara para a protagonista. De qualquer maneira é essa turma que vai aprontar a história inteira. Essa força contrária ao amor dos pombinhos não precisa ser uma pessoa específica, pode ser uma situação ou mesmo algo que um dos dois simplesmente acha que não está certo no outro.

Podem existir outras figuras-chaves, ou mesmo não ter as que eu falei, mas ai vai de acordo com o enredo de cada Dorama.