My Girlfriend is a Gumiho

images

Dorama exibido em 2010 pela emissora SBS, da Coreia do Sul.

my-girlfriend-is-a-gumiho-ostCha Dae Woong é um rapaz de família rica que sonha em ser ator, um dia, fugindo de seu avô, ele chega até um templo, onde escuta uma mulher pedindo para ser libertada. O que ele faz (se não, não teria história). Acontece que essa mulher é uma Gumiho, uma raposa de nove caudas que, segundo a lenda, devora o fígado dos homens. Assustado com a possibilidade de morrer, ele corre desesperado e acaba caindo de uma ribanceira. Ela, para retribuir o fato de ter sido libertada, dá a ele sua mais preciosa pérola para compartilhar com ele a força a raposa mística. Gumiho então perguntou se ele pode ajudá-la a tornar-se humano e como agir como um. Em troca, ela lhe permitiu usar sua conta para participar de um filme de ação.Gumiho1

Pois bem, o enredo me pareceu promissor, e a Rafaella elogiou TANTO o dorama que eu acabei pegando para ver. Isso foi ano passado acho, e não terminei de ver até hoje (desisti no episódio 11). Achei a história muito parada e sem graça, nem o amigo arroz me convenceu, e olha que o personagem era mais fofo que o principal (quase sempre é). Achei a parte romântica forçada demais.  Enfim, não deu para engolir.

Não vou dizer que seja um dorama ruim (afinal ele fez muito sucesso lá fora), essa classificação é muito subjetiva, vou dizer que não condisse com meus gostos, que não me agradou.

Semana 8 – Citação de Livro Favorita

pergaminho-salmo-23-cento-27022012_161649-G

Outra pergunta difícil…

Vou ficar com o Salmo 23, da Bíblia Sagrada. Fui criada na fé católica desde pequena, parei de ir à Igreja por não aguentar mais algumas situações que eu via lá dentro, mas nunca deixei de acreditar que em algum lugar nesse universo infinito alguém está olhando por mim, quando eu me sinto um lixo inútil, eu sei que tem alguém que escutar minha mágoa e me tirar desse buraco, mesmo quando eu estou sozinha trancada no meu quarto, é o meu refugio meu confidente mais antigo e meu mais querido amigo. E juro que as vezes vejo Ele na atitude de algumas pessoas.

Se me perguntarem se sou criacionista ou evolucionista eu responderia o seguinte: E quem disse que o tempo dos homens corresponde ao tempo de Deus? A primeira vertente diz que o mundo foi criado em sete dias, a segundas, em milhões (ou bilhões) de anos, séculos para nós podem ser segundos para o que os religiosos consideram ser Deus. Particularmente, eu considero um milagre que uma célula, seja capaz de realizar tantas funções, e de uma maneira tão específica, como uma célula animal ou vegetal.

Meu lema (ou um deles), é que por pior que as coisas estejam elas vão melhorar. Eu sempre tento acreditar que as adversidades que passo agora vão me levar para um futuro bom, e cada dificuldade que passo me aproxima mais desse lugar bom que estão preparando para mim.

Eu vou dar um exemplo que eu vi na série Os Gigantes da Indústria: Rockfeller estava de viagem marcada para se encontrar com Vanderbilt (na época o homem mais rico dos EUA), mas por causa de um problema na ferradura de um dos cavalos da carruagem que o levariam para a estação, ele perdeu o trem e por consequência, a reunião. Pois bem, o trem que ele perdeu caiu de uma ponte e matou TODOS os passageiros que estavam embarcados. Coincidência? Não acredito muito em coincidências. Coisas aleatórias demais me deixam um tanto desconfiadas. Destino? Intervenção divina? Quem sabe.

Já chega senão vou começar a viajar na maionese aqui.

Como um Estrangeiro Vê o Brasil

O Brasil é um país CHEIO de defeitos, todos nós sabemos (e muito bem) quais são eles: Educação precária, sistema de saúde ruim, segurança deficiente, políticos corruptos, carga tributária altíssima, e por ai vai. Não é a toa que (finalmente) estão acontecendo protestos em todo o país contra esse cenário.

Aí eu achei esse texto:

“Os brasileiros acham que o mundo todo presta menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil”. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado. Só existe uma companhia telefônica e pasmem: Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.
Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche em um guardanapo – ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne.
Em Londres, existe um lugar “famosíssimo que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal” e tem fila na porta.
Na Europa, não fumante é minoria. Se pedir mesa de não fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador.
Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podiam ir pra lá dar aulas de ‘Como conquistar o Cliente’.
Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos emotivos.
Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa. Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc. Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais.
Os dados são da Átropos Consulting:
1. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial.
2. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma.
3. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária.
4. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo.
5. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina.
6. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma.
7. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando.
8. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês.
9. Telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas..
10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISO-9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina.
11. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos.
Por que vocês têm esse vício de só falar mal do Brasil?
1. Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano?
2. Que têm o mais moderno sistema bancário do planeta?
3. Que suas AGÊNCIAS DE PUBLICIDADE ganham os melhores e maiores prêmios mundiais?
4. Por que não fala que são o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários?
5. Por que não dizem que é hoje a terceira maior democracia do mundo?
6. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizado?
7. Por que não se lembram de que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas gesticula e não mede esforços para atendê-los bem? Por que não se orgulham de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando.
É! O Brasil é um país abençoado de fato. Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos. Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques. Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente. Bendita seja querida pátria chamada BRASIL!”
Escritora: Aliefka Bijlsma(Holandesa)

Apesar de todas as coisas podres que vejo nos noticiários, uma coisa eu reconheço: realmente, o que ela disse é verdade. Achamos que tudo aqui é uma M*****, quase sempre (ou sempre) ignoramos nossa cultura (se bem que existem coisas que merecem ser ignoradas) para devorarmos o que vem de fora.  Maltratamos nossas próprias raízes, nossa própria história (nós temos uma gente, sério, pequena é verdade,  coisa de um pouco mais de 500 anos), mas ela é tão desvalorizada, dá ate dó.

Nós somos um povo que consegue manter a cabeça erguida e começar de novo quantas vezes forem necessário. Tentamos de novo, nos levantamos, não desistimos. Eu lembro que quando houve os deslizamentos de terra no Rio de janeiro (acho que há uns três anos atrás), eu nunca vi tantas iniciativas de ajudar às vitimas, supermercados, associações de moradores, esse apelo estava em todos os lugares. Geralmente não somos unidos (pelo menos, não ao meu ver), mas sempre que é necessário, nós vestimos a camisa e levamos nossa causa a sério.

Isso me deixa muito orgulhosa na verdade. ^^

O Engenhoso Fidalgo D. Quixote da Mancha – Miguel de Cervantes

Camera 243Do original El ingenioso hidalgo Don Qvixote de La Mancha, teve sua primeira edição publicada em 1605 em Madrid. Na obra, Cervantes satiriza as novelas de cavalaria e seus misticismos e códigos de conduta medieval, ideais ultrapassados pelas concepções renascentistas. A segunda parte foi publicada em 1615.

Pagina de rosto da 1ª ed

Pagina de rosto da 1ª edição de D.Quixote (1605)

D. Quixote, de tão apaixonado pelas novelas de cavalarias, busca viver as histórias de suas leituras. Em seus devaneios, transforma moinhos de vento em gigantes, rebanhos em exércitos e cortesãs em donzelas. Ao mesmo tempo, ele revela grande sabedoria em seus momentos de lucidez.

Por que comprei os livros? Dois motivos:

  • Desde 2009, tenho me interessado mais pelos clássicos, os marcos que cada período literário, apogeu, destaques, estilos (e realidades) de diferentes países, etc.
  • Coleção Clássicos, da Abril Coleções : 30 obras impressas com capa dura em tecido e páginas em papel nobre, vendidos originalmente a R$14,90 cada um. Coleciono desde 2010, ano de lançamento, atualmente a coleção é encontrada em sebos, ou em algumas livrarias se você der sorte. Se você for mais sortudo ainda é capaz de achar os exemplares a R$9,90 cada.
Gravura de  Gustave Doré 03

Gravura de Gustave Doré

Confesso que me identifiquei um pouco com D. Quixote, se colocar nas histórias lidas, criar seu próprio mundo e ali se refugiar, eu faço muito isso, principalmente antes de dormir, é quase um pré-sonho (isso existe?). Também busco esse escape quando estou com muita raiva (personagens fictícios são ótimos sacos de pancadas). Aproximo-me igualmente de Sancho Pança, escudeiro de D. Quixote: pé no chão, realista, pessoa simples, que tenta trazer o sonhador de volta ao que está ao seu redor, é o sonho que acaba e voltamos à realidade que nos cerca.

A segunda parte, terminada em 27 de Junho, foi mais fácil de ler que a primeira, não só por já ter me acostumado com o estilo de escrita de Cervantes, mas também por contar histórias que não se limitam à D. Quixote, como o conto entre Camila, Anselmo e Lotário (gostei muito por sinal).

Sancho Pança ouve Don Quixote. Estatuas de bronze em frente à casa onde nasceu Cervantes.

Sancho Pança ouve Don Quixote. Estátuas de bronze em frente à casa onde nasceu Cervantes.

A entrada de novos personagens tornou a leitura mais dinâmica, diferente da primeira parte, que era mais arrastada. É uma leitura bem prazerosa, do tipo que te prende sem que bata aquela vontade de devorar páginas e mais páginas em uma tacada só, a minha dose certa foram 6 a 7 paginas por vez.

Considerado por muitos o expoente máximo da literatura espanhola, eleito maio de 2002, como a melhor obra de ficção de todos os tempos. Particularmente, acho que essa é uma ótima aquisição, agrada a gostos diferentes e até a todos os bolsos (já achei edições que vão desde R$22,00 cada volume até edições de luxo de mais de R$120 o volume único).